Experimentos HENRIQUE ROSCOE

Synap.Sys

 

A performance Synap.sys narra lembranças passadas ou futuras, coletivas ou pessoais, instintos e conhecimentos. Estes são os temas tratados nesta performance audiovisual de aproximadamente 30 minutos, executada ao vivo através de uma interface criada pelo artista. Este instrumento simboliza as ligações que acontecem no cérebro humano: as sinapses, que fazem as conexões entre neurônios a fim de permitir a codificação de informações adquiridas através dos nossos sentidos. A gravação delas ao longo do tempo serve de fonte para as nossas lembranças.

A performance trata das sensações e sentimentos que de alguma forma passam pela memória através de abstrações, imagens e sons que fazem parte do processo de formação das lembranças, que durante a vida moldam nossa personalidade e afetividade. O show tem três partes principais: a conexão entre os mundos externo e interno através da entrada de dados; como esta informação é armazenada; e o seu uso, quando os dados retornam na forma de memórias. Cada parte tem sua narrativa abstrata própria, usando elementos fundamentais de som e imagem para criar metáforas que contam essa história.

Veja o vídeo: 

 

Bio HOL

HOL é um projeto conceitual audiovisual generativo criado pelo artista multimídia Henrique Roscoe. Todas as composições buscam uma correspondência entre áudio e imagem e são executadas em performances ao vivo ou em vídeo. O projeto é baseado no conceito de sinestesia, porém ampliado, dando espaço para significações e referências. Cores, formas e movimentos de cada elemento são sincronizados com notas, harmonias e ritmos. Som e imagem têm exatamente a mesma importância e são gerados ao mesmo tempo ao se tocar cada nota no teclado, através dos instrumentos específicos construídos pelo artista em software e hardware.

Há uma base conceitual em cada composição, de forma que esta represente emoções e sentimentos a respeito do tema que está sendo desenvolvido. O projeto poderia ser explicado como “realismo abstrato”, ou “abstratismo simbólico”. Apesar de usar essencialmente imagens abstratas, estas sempre fazem referência a algum significado, contribuindo para o entendimento do tema de cada composição. Assim, apesar da parte estética ser trabalhada com grande apuro, ela não é o cerne do trabalho, pois o importante é transmitir a mensagem poética através dos elementos audiovisuais. Cada um destes elementos tem uma razão de existir e remete ao tema.

Um novo e único instrumento é construído para cada composição, a fim de que o conceito de cada tema possa se materializar sob todas suas possibilidades em som e imagem. Os instrumentos em software são construídos do zero usando os programas vvvv e max/msp.

As obras têm uma parte generativa. São usados pouquíssimos vídeos nas composições. Quase todas as imagens são geradas em tempo real a partir de algoritmos criados pelo artista. Também há uma parte que foge ao seu controle, pois muitas variáveis são geradas randomicamente. Desta forma, cada obra nunca é executada da mesma forma mais de uma vez, tornando as performances sempre atuais e únicas.

 

Henrique Roscoe é artista digital, músco e curador. Suas composições estabelecem uma correspondência entre áudio e vídeo. Seu travblho envolve o desenvolvimento de instrumentos e interfaces interativas a partir de sensores e objetos comuns do cotidiano.  

Nenhum comentário até o momento

LINKS INTERNOS

Synap.Sys
VídeoHenrique Roscoe
Synap.Sys
VídeoHenrique Roscoe  LINK