Experimentos silvio crisóstomo

Silvio Crisóstomo - © Todos os direitos reservados 

 

Silvio Crisóstomo estudou jornalismo e é artista visual autodidata. Trabalha com múltiplos temas e estéticas que fazem parte da sua poética visual: o isolamento, o território, os deslocamentos, a arquitetura urbana, a psique, a cor e suas abstrações. Expôs em galerias de São Paulo e Curitiba. Sua série “Respiros” foi projetada no MON – Museu Oscar Niemeyer. É o único representante brasileiro selecionado para participar do 35º FESTIVAL DE L'IMAGE PROJETÉE - CHELLES MULTIPHOT - MARS 2015 – FRANÇA. Tem trabalhos publicados nas revistas Videofocus Magazine (européia), DOC! (polonesa), Diversos Afins, Guia São Paulo 24hs, Vitruvius, New Creators, Democrart, Blur entre outros. Os e-books “Urban São Paulo” e “Brazilian Grafitts” são vendidos pela Apple e Amazon. Nasceu em Alagoas e reside em Curitiba (Paraná, Brasil).

 

Série - O Vazio

por Clotilde Lainscek*

Esta série de Silvio Crisóstomo foi criada apoiada na questão arquitetônica, um signo recorrente em seu trabalho.

O artista cria o espaço vazio, uma vez que se propõe a eliminar o entorno do objeto em que este último figura. Um exemplo para parafrasear o que ocorre com essas imagens é a técnica da cera perdida da escultura.

O branco, enquanto cor, toma o espaço para fomentar um não-lugar,  tornando-se  a fôrma do objeto. O vazio que suprime a força da gravidade. 

O individuo que tenta se aproximar desse espaço experiencial entra em contato com a destituição dos afetos.

As imagens são tratadas com editor e recebem o procedimento operacional estético de eliminação dos contornos, objetivando a ressignificação imagética, uma vez que o vazio sangra para além dos limites da imagem.

*Clotilde Lainscek é artísta plástica. 

Nenhum comentário até o momento